segunda-feira, 7 de abril de 2014

SIM, O ARMINIANISMO REALMENTE É SINERGISTA


       Por Steve Hays

           Um dos meus amigos prosseguiu em comentar duas declarações de Abasciano:

“Deixe-me acrescentar que eu também sou um pouco cético em relação à abordagem que caracteriza a nossa resposta a Deus como simplesmente não resistindo. Enquanto isso soa nobre e de maneira que glorifica a Deus porque parece minimizar nosso papel e exaltar o papel de Deus, isso não parece combinar com a imagem bíblica da fé em minha opinião. A fé bíblica não é simplesmente não resistir a Deus, mas é estar ativamente confiando nele.”

            Isto é claramente um tiro no “modelo ambulatorial de superação da graça” que Keathley adapta de Richard Cross em salvação e soberania [Salvation and Sovereignty]. Eu concordo que caracterizar a nossa resposta a Deus como mera não resistência é confuso quando comparado ao testemunho bíblico. É claro, eu sou igualmente pessimista quanto à alternativa de Abasciano:

“A fé em si mesma não é meritória por várias razões. Uma destas razões é que ela não pode ser exercida sem a ajuda da graça de Deus.”

            Simplesmente estipular que a atividade de Deus é necessária para a fé salvadora não faz nada para desviar o problema do mérito. Se o juiz oferece um perdão a dez criminosos e apenas cinco aceitam, claramente a oferta do juiz foi uma condição necessária para o perdão real deles. Mas se cinco aceitam enquanto cinco recusam, os cinco aceitantes têm algo do qual se gloriar: a sabedoria deles, acuidade, iniciativa, etc. ao tomar a oferta enquanto os outros recusaram. Eles fazem a diferença decisiva aqui, não o juiz. Então a questão do mérito permanece.

            Parece que o arminianismo é colocado em uma situação de decisão difícil: o modelo ambulatorial expele a fé bíblica de qualquer significado reconhecível, enquanto o modelo do “Deus é a mera condição necessária” nos deixa com uma fé meritória sobre a qual nós podemos nos gloriar.

Tradução: Francisco Alison Silva Aquino

Fonte: http://triablogue.blogspot.com.br/2014/04/yes-virginia-arminianism-really-is.html

Veja também: http://evangelicalarminians.org/some-informal-comments-on-matthew-pinsons-denial-that-arminianism-is-synergistic/

Nenhum comentário:

Postar um comentário