terça-feira, 9 de setembro de 2014

TEXTOS DE PROVA ANOTADOS: UM CASO EXEGÉTICO PARA O CALVINISMO – Jz 9.23

“Deus suscitou um espírito mau entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém; e estes procederam aleivosamente para com Abimeleque.” (Jz 9.23)

            No v. 23 nós vemos Deus diretamente intervindo ao enviar um espírito para provocar hostilidade entre Abimeleque e Siquém. Este incidente é apenas um dos muitos no qual Deus emprega os serviços de um espírito mau para agilizar o julgamento sobre os pecadores (I Sm 16.14; 18.10; 19.10; I Cr 21.1 [II Sm 24.1]. A expressão “espírito mau” não precisa querer dizer que o espírito era ele mesmo demoníaco ou mau. O termo hebraico pode se referir ao mau moral, mas ele pode também se referir a desastre, dano ou calamidade em um sentido não-moral. Se é dado à palavra o ultimo sentido aqui, a expressão pode simplesmente significar que o espírito foi enviado para trazer dano ou calamidade aos objetos da ira de Deus.

            Ainda que o espírito seja visto como demoníaco em natureza, isto não precisa impugnar a bondade de Deus, pois o AT deixa claro que ele de vez em quando recorre ao engano ao julgar os pecadores. Neste caso, o espírito demoníaco seria um instrumento ou agente do castigo divino. (R. Chisholm, A Commentary on Judges and Ruth (Kregel 2013), 316-17.)

Tradução: Francisco Alison Silva Aquino

Nenhum comentário:

Postar um comentário